SETRERJ

Informando-se Sobre Transito no Rio!

This content shows Simple View

Default

Como pedestres podem acionar o seguro DPVAT?

Os acidentes de trânsito são uma situação recorrente em todos os estado, e acaba causando, além de danos físicos, despesas médicas e incapacitação temporária para o serviço aos envolvidos. Mas um seguro que pode auxiliar as pessoas que acabaram se envolvendo em um acidente de trânsito é o DPVAT.

Se você está em uma situação como esta, saiba a seguir como pedestres podem acionar o seguro DPVAT.

O que é o DPVAT?

O DPVAT corresponde ao Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres e é de pagamento obrigatório para todos os proprietários de veículos.

Em caso de acidente de trânsito, esse imposto promete indenizar os envolvidos pelos danos físicos, despesas médicas e danos materiais. Este, não depende o seguro articular do seu veículo.

Qual o valor do DPVAT?

Tanto o valor de pagamento do imposto como o de recebimento irá depender da região que você mora. Geralmente, estes impostos obrigatório são diferentes para cada estado e também podem sofrer mudanças de ano para ano. Quem quer conferir valor seguro DPVAT deve estar atento às informações do Detran de sua região. Confira:

Quem tem direito?

Muitas pessoas acreditam que, pelo fato dos proprietários de veículo serem obrigados a pagar o seguro do DPVAT, só eles terão direitos a ser ressarcidos pelos danos de um acidente trânsito. Bem, na verdade, qualquer pessoa envolvida em uma situação no trânsito poderá ser indenizada pelo seguro.

Independente da causa ou do causador, quem saiu prejudicado pelo acidente, seja o motorista, o passageiro ou o pedestre, poderá ser ressarcido pela inconveniência se solicitar o auxílio.

Como acionar?

Para quem se envolveu em um acidente de trânsito, deve saber como acionar o seguro e ser ressarcido. Dar entrada neste processo é gratuito e se comprovada a veracidade dos documentos necessários, o pagamento pode ser realizado em até 30 dias direto na sua conta. Para tanto, será preciso que você se dirija a um  posto de atendimento as seguradora líder, portanto:

  • Boletim de ocorrência policial;
  • CPF original;
  • Identidade original, CNH, carteira de trabalho ou certidão de nascimento;
  • Comprovante de residência;
  • Boletins médicos, no caso de despensa médica;
  • Laudo de Exame emitido pelo IML, em caso de morte de parentes;
  • Laudo médico comprovando invalidez permanente, no caso de indenização por invalidez;

Depois de dar entrada no seguro, deverá aguardar a análise e acompanhar a sua situação até o pagamento do valor em questão.



Veja aqui o passo a passo de como se inscrever no ENEM

Desde a criação do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) até o dia de hoje, muitas universidades aderiram ao sistema de aprovação para distribuir as suas vagas entre os estudantes que realizam a prova. Por isso, quem está pensando em ingressar no nível superior e quer boas oportunidades de estudo, deve se inscrever no exame.

Para quem está planejando participar da prova e concorrer às melhores vagas em instituições de ensino de qualidade, veja aqui o passo a passo de como se inscrever no ENEM.

Acesse o site

O processo é online. Quando o período de inscrição se iniciar, você deve acessar o site oficial o ENEM para se cadastrar. Preencha os campos com as informações requeridas.  Você também terá que clicar na figura que o sistema solicitar, como você pode conferir na imagem abaixo:

 

Para quem desejar se inscrever para a próxima edição, é fundamental acessar ENEM 2019 inscrições e ficar por dentro de tudo para não perder nenhum prazo. Informe-se no site!

Preencha os dados solicitados

Você será direcionado para outra página, na qual terá de fornecer mais algumas informações pessoais. Lembre-se de preencher tudo corretamente e conferir os dados! Quando concluir esta etapa, aperte em “próximo” e prossiga.

Informe se precisa de atendimento especial

Esta página é direcionada às pessoas que precisam de algum tipo de atendimento específico. É importante afirmar se houver a necessidade para que você possa realizar a sua prova sem outras preocupações.

A lista de recursos disponíveis para auxiliar você fica disponível no sistema e para acessar, basta confirmar em “sim”. Caso não venha a precisar, clique em “não necessito de nenhum recurso”.

Confira os dados

É fundamental que todos os campos sejam preenchidos corretamente, do contrário você pode ter problemas para confirmar a usa inscrição. Se identificar algum erro nos dados, é só clicar em “anterior” e corrigir. Quando prosseguir, selecione o idioma de preferência para a prova e continue informando os dados solicitados pelo sistema.

Pague a taxa de inscrição

Alguns alunos não precisam pagar a taxa de inscrição, mas para isto, precisam estar dentro dos requisitos de alunos isentos e solicitar a regalia no prazo definido. Para os estudantes que irão participar da próxima versão do exame e querem ser dispensados da taxa, é necessário conferir e realizar o pedido de isenção no ENEM 2019.

Para quem não e isento, é necessário gerar um boleto bancário. A taxa de inscrição pode mudar de um ano para o outro, mas no anterior ela representava a quantia de R$82.

Caso você ainda tenha alguma dúvida, acesse o site oficial e confira as informações para este ano!

 



6 CASOS ONDE SE USA O CARTÃO CIDADÃO

Criado pelo Governo Federal, o Cartão Cidadão é um documento magnético indispensável na vida dos trabalhadores brasileiros, pois proporciona o acesso a inúmeros benefícios oferecidos pelo Governo e administrado pela Caixa Econômica Federal.

O Cartão Cidadão foi criado para substituir o Cartão do Trabalhador, podendo ser utilizado em diversas situações como consultar e receber os benefícios sociais como o PIS, FGTS e outros benefícios.

Quem tem direito?

Para ter direito ao Cartão Cidadão é preciso ter FGTS provisionado, rendimentos do PIS, Abono Salarial ou que ainda esteja recebendo parcelas do Seguro-Desemprego.

Isto é, para solicitar o Cartão é necessário que o trabalhador brasileiro esteja devidamente cadastrado no PIS/PASEP, e que seus dados estejam atualizados. Fique atento as datas do calendário PIS 2019 para garantir seu benefício.

Os cidadãos que possuem direito a benefícios sociais como o Bolsa Família, por exemplo, também podem solicitar o Cartão para realizar os saques.

Como posso usar o Cartão Cidadão?

O Cartão Cidadão pode ser usado em canais de pagamento autorizados pela CAIXA, distribuídos por todo País.

Separamos 6 casos onde se pode utilizar o Cartão Cidadão, para ter acesso aos serviços dos benefícios sociais e trabalhistas disponibilizados pelo Governo Federal, ou seja, para consultar extratos, calendário de pagamentos e saque dos seguintes benefícios:

  • PIS;
  • PASEP;
  • FGTS;
  • Seguro Desemprego;
  • Programa Bolsa Família;
  • Programa Chapéu de Palha.

Como emitir?

Existem duas formas de solicitar o Cartão Cidadão: O trabalhador deve procurar uma agência da Caixa Econômica Federal ou, se preferir, solicitar pelo número 0800-726-0207.

Para que o atendimento seja mais rápido tenha em mãos os seguintes documentos: Carteira de Identidade, Carteira de Habilitação, CTPS ou Certidão Civil; CPF e o número do NIS, NIT ou PIS/PASEP. Caso prefira ir a uma agência bancária, é necessário ter em mãos um comprovante de residência.

Para cadastrar a senha do Cartão Cidadão o trabalhador precisa procurar novamente uma agência da Caixa Econômica. Também é possível se cadastrar em uma Casa Lotérica, no entanto, nesse caso é preciso ligar primeiramente para o canal de atendimento de telefone 0800 726 0207.

Nos dois casos é preciso ter em mãos o Termo de Responsabilidade (deve ser emitido no site da Caixa, na página dedicada ao Cartão Cidadão, nos arquivos para download) e um documento de identificação.

É importante ressaltar que a Caixa recomenda que o documento de identificação seja um dos seguintes: Carteira de Identidade (expedida pela SSP), Carteira de Habilitação (modelo novo e em validade), Carteira de Trabalho e Previdência Social (modelo informatizado), Carteira Funcional, Identidade Militar, Carteira de Identidade de Estrangeiros ou Passaporte.



PARA QUE SERVE O CADASTRO ÚNICO? COMO FAZER?

Você sabe o que é o CadÚnico? Sabe para que serve o Cadastro Único e como realizar  o seu?  Então acompanhe a seguir as informações que preparamos para que você entenda mais sobre o assunto.

O CadÚnico é um cadastro de grande importância para diversos programas do governo, a seguir você poderá entender melhor para que serve o Cadastro Único.

O que é Cadastro Único

​O Cadastro Único é um conjunto de informações sobre as famílias brasileiras em situação de pobreza, essas informações são utilizadas pelo Governo Federal, pelos Estados e pelos municípios para implementação de políticas públicas que buscam promover uma melhor qualidade de vida para essas famílias.

CadÚnico é muito simples de ser feito e todas as cidade do país possuem uma gestão municipal capacitada para realizar esse cadastramento.

Requisitos para o Cadastro Único

O Cadastro Único não está disponível para todos, e somente poderão se cadastrar famílias que atendem aos seguintes requisitos:

  • Aqueles que ganham até meio salário mínimo per capita;
  • Aqueles que ganham até três salários mínimos somando todos os integrantes familiares.

Para realizar o cadastro também é necessário responder um questionário que trás as seguintes perguntas:

  • Características do domicílio (número de cômodos, número de quartos, tipo de construção, tipo de pavimentação, tipo de iluminação, tratamento da água, esgoto e lixo);
  • Composição familiar (número de membros, existência idosos, deficientes físicos, pessoas em situação de reclusão);
  • Identificação e documentação civil de cada membro da família;
  • Qualificação escolar dos membros da família;
  • Qualificação profissional e situação no mercado de trabalho;
  • Rendimentos;
  • Despesas familiares (aluguel, transporte, alimentação e outros).

Para que serve o Cadastro Único?

O Cadastro Único auxilia na seleção de famílias para programas do governo, do estado e do município, alguns desses programas que utilizam o CadÚnico são:

  • Calendário ​​Bolsa Família;
  • Programa Minha Casa, Minha Vida;
  • Bolsa Verde – Programa de Apoio à Conservação Ambiental;
  • Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI​;
  • Fomento – Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais;
  • Carteira do Idoso;
  • Aposentadoria para pessoa de baixa renda;
  • Programa Brasil Carinhoso;
  • Programa de Cisternas;
  • Telefone Popular;
  • Carta Social;
  • Pro Jovem Adolescente;
  • Tarifa Social de Energia Elétrica;
  • Passe Livre para pessoas com deficiência;
  • Isenção de Taxas em Concursos Públicos.

Como realizar o Cadastro Único

As iniciativas para o cadastramento das famílias no CadÚnico são definidas por cada município, assim algumas optam por agendamento do atendimento e outros fazem o cadastro apenas em determinado período do ano.

Geralmente esse cadastro ocorre a partir de uma visita as famílias de baixa rendo, e para ser cadastrado tenha em mãos os seguintes documentos:

  • Certidão de Nascimento;
  • Certidão de Casamento;
  • CPF;
  • Carteira de Identidade (RG);
  • Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (RANI);
  • Carteira de Trabalho;
  • Título de Eleitor.

 



QUAIS ESTADOS DO BRASIL TEM A CNH SOCIAL?

Você sabe quais estados do Brasil tem a CNH gratuita? Se ainda não ou possui dúvidas sobre o que é essa CNH acompanhe a seguir o post que preparamos com mais informações sobre essa CNH e os estados do Brasil que tem a CNH social.

O programa que concede a oportunidade da CNH  de graça já é uma realidade no Brasil, porém não são todos os estados que disponibilizam esse benefício. Para conhecer quais estados do Brasil tem a CNH social continue lendo.

O que é CNH Gratuita?

A CNH social é uma iniciativa do Serviço Social do Transporte (SEST) e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SENAT) que visa oferecer a primeira habilitação aos brasileiros que não possuem condição financeira de pagar por esse serviço.

Para participar dessa iniciativa e conquistar a sua CNH social é necessário atender algumas exigências do programa, a seguir veremos quais são:

  • O candidato deve possuir idade mínima de 18 anos;
  • O candidato deve pertencer a uma família cuja renda per capita mensal seja de até 3 salários mínimos;
  • O candidato deve estar devidamente inscrito no Cadastro Único;
  • É necessário residir no estado em que queira tirar a CNH Social;
  • O programa também atende portadores de alguma deficiência física, cidadãos que tenham sido presos, beneficiários de programas de transferência de renda ou pequenos agricultores rurais que recebam uma renda bruta de até 2 salários mínimos.

Quais estados do Brasil tem a CNH social?

A CNH social ainda não está disponível em todos os estados do Brasil, porém o objetivo do projeto é expandir até que todo país seja atendido pela iniciativa.

Até o momento 5 estados possuem a CNH social, confira quais são eles:

  • Espírito Santo;
  • Minas Gerais;
  • Ceará;
  • Paraíba;
  • Pernambuco.

Como se inscrever para a CNH social?

É muito fácil se inscrever para a CNH, a seguir você pode conferir uma passo a passo que preparamos para te ajudar.

O primeiro passo é acessar o site do Detran do seu estado.

Após acessar o site do Detran do seu estado procure por CNH Social ou CNH Popular.

Caso já tenha sido liberado o edital faça a sua inscrição e siga as instruções do site para concluir a sua inscrição.

Após enviar a sua inscrição a mesma passará pelo processo de classificação de candidatos por meio do sistema
informatizado do DETRAN de acordo com os critérios estabelecidos pelo programa.

Ressaltamos que  os candidatos que informarem dados que não atendam aos requisitos do seu segmento de
beneficiário e/ou do seu serviço escolhido serão desclassificados automaticamente pelo sistema informatizado do Detran.

Após a seleção dos candidatos será possível consultar os classificados no site do Detran do seu estado nos links informados acima!



Saiba como consultar os pontos da sua CNH

No Brasil, dependendo da gravidade das infrações de trânsito, elas são penalizadas de duas maneiras: multa e pontuação na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou Permissão Para Dirigir (PPD).

O procedimento de multas de transito é operado de acordo com a caracterização que as infrações recebem no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que são divididas em quatro categorias: leve, média, grave, gravíssima.

Cada infração que o motorista leva corresponde a uma quantidade de pontos que se acumula na CNH. Esses pontos expiram um ano após a data da infração. Ou seja, se o motorista tiver 20 pontos ou mais acumulados, a carteira dever ser suspensa por um determinado tempo, que pode variar de 6 meses a 1 ano.

Caso o condutor seja reincidente, esse prazo pode chegar até 2 anos de suspensão. Se a CNH do motorista estiver cassada a suspensão também pode chegar até 2 anos.

No entanto, é preciso ficar atento caso o motorista acredite que tenha cometido uma infração de trânsito. Como a notificação da multa pode levar até 30 dias para chegar pelo Correio, é importante que o condutor acompanhe os pontos pela Internet, uma vez que eles só são computados depois que os recursos se esgotem. Mas você sabe como consultar os pontos da sua CNH? Confira.

Consultar os pontos da CNH

Os condutores que precisam consultar os pontos da sua CNH devem acessar o site do Detran do seu Estado, onde também é possível conferir multas de trânsito, de inspeção veicular, defesas administrativas, autos de infração de trânsito, notificações de autuações e emissão de documentos para pagamentos.

Vale ressaltar que somente o motorista deve realizar essa pesquisa, já que é preciso criar um login e uma senha com o CPF ou a CNH do mesmo. Para consultar as multas é necessário ter o número da placa do veículo ou o código do Renavam (que pode ser encontrado no documento do veículo).

O site do Detran permite que o condutor verifique as multas e pontos somente dos veículos registrados no próprio estado. As infrações podem ser identificadas pelo Detran de cada estado, pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER), pela Polícia Rodoviária Federal, pela Companhia Ambiental do Estado ou também pelas prefeituras conveniadas.

Caso o condutor prefira, também é possível ir pessoalmente ao Detran do seu estado para verificar os pontos e as multas existentes. Nesse caso o motorista deve apresentar a CNH ou RG junto com o CPF e solicitar o serviço.

As consultas de multas e pontos do é gratuita e pode ser feita por qualquer dispositivo eletrônico que contenha Internet: computador, tablet ou smartphone.



Conteúdo de Qualidade de Volta!

Voltamos! O SETRERJ vem novamente trazer informações atuais e claras para os nossos leitores.

Depois de algum tempo em pausa, nós do site SETRERJ resolvemos voltar com a intenção de trazer ainda melhores e atualizados conteúdos para quem se interessa pelos assuntos de mobilidade com qualidade e segurança no RJ.

Com novidades e mais cede para trazer um conteúdo ainda melhor, organizamos melhor a nossa equipe, para que assim possamos superar as expectativas dos nossos leitores, afinal um deles é você!

Mantenha-se informado sobre o SETRERJ aqui com a gente!




top